Home / Notícias / Polícia Civil identifica um dos maiores responsáveis por assalto a carro-forte do Sul do país
Foto: Polícia Civil do Paraná

Polícia Civil identifica um dos maiores responsáveis por assalto a carro-forte do Sul do país

O Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) identificou, na noite de quinta-feira (17), Guilherme Costa Ambrózio, 34 anos, suspeito de ser um dos maiores articuladores de roubo a carro-forte do Sul do Brasil. O reconhecimento foi realizado após Ambrózio ser preso em flagrante pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e encaminhado à unidade durante a tarde. O homem estava em posse de R$228 mil.

Segundo informações policiais, o suspeito conduzia uma BMW quando colidiu com um caminhão no Contorno Leste, na BR-116, sentido São Paulo. Conforme apurado com a PRF, Ambrózio fugiu do local e foi localizado em um posto de combustíveis, situado há dois quilômetros do acidente – de onde tentou fugir novamente, mas foi contido pela equipe policial.

Durante a abordagem, o homem se apresentou como “João Guilherme de Carvalho” utilizando uma documentação falsa, e todo dinheiro encontrado em sua posse estava dentro de uma mochila que ele carregava nas costas. Quando questionado sobre o dinheiro Abrózio informou que compraria um imóvel. “Diante do fato, a equipe da PRF prendeu o homem por fuga de local de acidente, omissão de socorro, dirigir sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e desobediência à ordem policial”, afirma o inspetor da PRF, Antônio Figueiredo.

Na sequência o homem foi encaminhado ao Cope, que prosseguiu com as diligências, e com o apoio do Centro de Comunicações de Operações da Polícia Civil (Cepol) constatou que o homem havia utilizado uma falsa identificação, e que na verdade tratava-se de Guilherme Costa Ambrózio.

Em consulta no sistema, a equipe verificou que o suspeito era foragido da Justiça do Rio Grande do Sul (RS) desde o mês de agosto de 2016, e possuía um mandado de prisão em aberto contra ele. Além disso, já possuía três inquéritos policiais por roubo a banco, entre os anos de 2010 e 2014, bem como porte ilegal de arma e receptação.

Em continuidade às diligências, os policiais descobriram que havia um apartamento alugado em nome de Ambrózio, localizado no bairro Capão Raso, e deslocaram-se até o local com o intuito de apurar o armazenamento de ilícitos. “No imóvel, a equipe encontrou uma pistola Glock, de 9 milímetros, com numeração suprimida, além de diversas munições e fitas que são utilizadas para prender maços de dinheiro abastecidos por carros-fortes”, informa o delegado-titular do Cope, Rodrigo Brown.

O delegado ressalta que, diante dos levantamentos e de troca de informações com a Polícia Civil do Rio Grande do Sul (RS), há um forte indício de que Ambrózio, esteja envolvido com o último roubo a carro forte, ocorrido recentemente na BR-277. “As investigações continuam com o objetivo de apurar e, consequentemente, comprovar a participação do suspeito em roubos a carros forte no Estado”, finaliza.

O homem foi autuado em flagrante por uso de documento falso, posse ilegal de munições e arma de fogo de uso restrito, além de ter seu mandado de prisão cumprido pela equipe do Cope.

Deixe seu comentário

Comentar

Sobre admin

Leia também

Neste domingo(15) tem festival de Pipas em Araucária

Neste domingo(15) acontece no Conjunto Maranhão, um Festival de pipas em comemoração ao dia das …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.