Home / Notícias / Pela 1ª vez, todas as unidades educacionais contam com licença sanitária

Pela 1ª vez, todas as unidades educacionais contam com licença sanitária

Um forte trabalho de reorganização nas unidades educacionais possibilitou que, pela 1ª vez, todas as Escolas Municipais, Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e Centros Municipais de Atendimento Educacional Especializado de Araucária obtivessem a licença sanitária. O documento atesta que o local foi inspecionado e avaliado pela Vigilância Sanitária e que atende aos requisitos previstos na legislação sanitária. A conquista só foi possível pelo comprometimento e trabalho em conjunto entre a Secretaria de Educação (SMED) e as unidades envolvidas.

A partir deste ano, a SMED passou a contar com um setor específico para cuidar, entre outros assuntos, da parte sanitária das unidades a ela vinculadas. Na prática, as unidades educacionais fizeram ajustes para que algumas estruturas e também algumas práticas estivessem conforme o que a legislação prevê. Cuidados com limpeza e higienização foram ampliados e simples mudanças de hábitos também foram necessários.

Exemplo – O CMEI Primavera é apontado pela Secretaria de Educação como um bom exemplo de que o comprometimento é fundamental para atingir o objetivo. No local onde estudam 180 crianças os cuidados simples com a limpeza e organização fizeram a diferença na hora da avaliação que deu a licença sanitária. A mudança de algumas práticas na cozinha e na organização dos brinquedos das crianças são algumas das ações desenvolvidas para readequar o espaço às normas.

Na cozinha, a preocupação com os hábitos de higiene e segurança foram reforçados para que se ofereçam refeições ainda melhores. Os cuidados foram redobrados desde as panelas até a organização da despensa que hoje facilita a identificação do alimento e dos prazos de validade. As verduras hoje estão em um espaço mais arejado e o cronograma de limpeza das geladeiras está visível nas portas.

Os brinquedos das crianças hoje não ficam mais ocupando espaço nas salas. Eles passaram a contar com um espaço próprio e não mais estão em caixas de papelão. Mostrando que é possível encontrar alternativas, a equipe do CMEI utilizou baldes grandes com tampas em vez de precisar comprar caixas organizadoras, que nem sempre custam barato. O uso maior de álcool gel, luvas e sapatilhas descartáveis também virou rotina nesta e outras unidades.

De acordo com a diretora do CMEI Primavera, Cynthya Caroline de Quadros, não houve muita dificuldade para realizar os ajustes necessários e a unidade educacional fez as adaptações conforme a sua realidade. As adequações no CMEI contaram com o apoio de toda a equipe da unidade e os recursos que precisaram foram fornecidos pela Prefeitura.

Deixe seu comentário

Comentar

Sobre Luiz Fernandes Wieczorkowski

Leia também

Carro para em cima de outro na Linha Verde e cinco morrem; motorista fugiu

Um acidente gravíssimo deixou cinco pessoas mortas na Linha Verde, no bairro Pinheirinho, em Curitiba, no início …