Home / Notícias / Morte de motorista de aplicativo de celular é elucidada com prisão de suspeitos em Campo Largo

Morte de motorista de aplicativo de celular é elucidada com prisão de suspeitos em Campo Largo

A Polícia Civil de Campo Largo elucidou um crime de latrocínio, que vitimou um motorista de um aplicativo de celular, identificado como Rodrigo de Ângelo Lopes Cordeiro, 37 anos, ocorrido neste mês. Três homens de 18, 20 e 27 anos, foram presos na última sexta-feira (28), suspeitos pela autoria do crime. As prisões aconteceram em residências distintas, no bairro Francisco Gorski, em Campo Largo.

Segundo informações policiais, o corpo de Cordeiro foi encontrado no dia 18 de julho deste ano, próximo a uma estrada rural do município de Campo Largo, no bairro Jardim Cristo Rei, apresentando lesões na face e marcas de corda no pescoço.

Diante do fato, a equipe iniciou as diligências traçando todo o itinerário feito pelo motorista naquele dia e constatou alguns endereços em que ele havia parado por um período mais longo, sendo um desses locais, um possível ponto de venda drogas.

No decorrer das investigações, os policiais descobriram que os suspeitos – Alex Willian Santana, 18 anos; Bruno Adriano da Silva Fontana Chepansk, conhecido como “Bodão”, 20 anos; e Alan David Silva Mariano, apelidado de “Paulista”, 27 anos – estavam em uma casa noturna de Curitiba e pegaram uma carona informal com a vítima na noite em que o ocorreram os fatos.

De acordo com o delegado-titular da unidade, Cassiano Aufiero, os suspeitos e as vítimas ficaram rodando pela cidade ingerindo bebidas alcoólicas e fazendo o uso de drogas durante toda a madrugada. “Em um determinado momento, houve um desentendimento entre eles e acabaram agredindo a vítima. Eles utilizaram um cadarço de tênis para enfocá-lo, além de desferir diversos golpes com garrafas de bebidas”, informa.

Aufiero afirma ainda que, em continuidade as diligências, a equipe também identificou a participação de um adolescente no crime, o qual já foi solicitado um mandado de busca e apreensão junto as autoridades competentes.

Na delegacia os suspeitos confessaram os crimes. O trio foi autuado por latrocínio, roubo qualificado, corrupção de menores e associação criminosa. Todos eles permanecem presos no Setor de Carceragem Temporária (Secat) da unidade, à disposição da Justiça.

“Após matarem Cordeiro, os suspeitos praticaram quatro roubos utilizando o veículo da vítima. As vítimas dos roubos serão ouvidas nos próximos dias na delegacia”, completa o delegado.

Deixe seu comentário

Comentar

Sobre admin

Leia também

Araucária terá linha de ônibus HMA-UPA

  No início do mês de outubro os usuários do transporte público de Araucária passarão a …