Home / Colunistas / Estrela de Vôlei brilha no Voleibol Paulista

Estrela de Vôlei brilha no Voleibol Paulista

O Vôlei de Base do interior paulista está em uma perfeita evolução .

A cidade de Taubaté é uma das grandes reveladoras de talentos da base do voleibol e fornece atletas de alta qualidade técnica às equipes de destaques no cenário esportivo brasileiro.

A Coluna Pois é traz hoje a entrevista com uma jovem destaque de apenas treze anos que já está jogando um belo voleibol e ano passado, já foi convocada para a seleção estadual na busca de novas conquistas.

Ela é:
Maria Clara Moura :
Qual foi a primeira vez que você viu um jogo de vôlei ?
a minha primeira vez foi em 2015

Quando você se apaixonou pelo vôlei ,entrou no Eafi, Conte como funciona o projeto e sobre a parceria com o Taubaté Country Clube?

É um projeto formado pela prefeitura de Taubaté, onde se faz uma seletiva para entrar em várias modalidades como: futsal masculino e futsal feminino, vôlei masculino e feminino etc.. fizemos uma parceria onde algumas atletas do Eafi, treinavam e jogavam no ano de 2016 sind clube com a técnica Luciana Clair Moreira.

Os técnicos Mariana Cezar Barbosa e Alexandre Barbosa, foram fundamentais na sua formação,além da parte técnica ,o que de mais importante você aprendeu com eles?
Além de aprender a parte técnica, eles me ajudaram na minha formação como pessoa é uma atleta me ajudaram a lidar com os obstáculos da vida.

Você tem apenas treze anos e já conquistou com sua equipe, o quarto lugar na Copa Jambeiro, como foi para você, disputar esta competição?
Foi uma experiência muito boa que podemos levar pra vida, como aprendizado foi o primeiro campeonato de muitos.

 

Você já conquistou o prêmio de melhor atacante o que ele significou pra você? Motivação para a busca de novas conquistas?
Ele me mostrou que sou capaz, e se eu me esforçar eu posso sim ser alguém e alcançar meus objetivos.

Ser capitã, uma imensa responsabilidade e acima de tudo a conquista da confiança de seus técnicos, o que você faz para colaborar com sua equipe?

Eu sempre estava ao lado delas, não deixando elas desistirem e apoiando-as dentro e fora de quadra .
Você é ponteira,sempre gostou de jogar nesta posição? ou acredita que poderá desenvolver seus talentos em outra posição?
Sim, sempre joguei de ponteira e gosto muito, mas gostaria de tentar em outras posições também.

O que você acredita que o vôlei mais precisa para crescer nas categorias de base?
Mais investimentos nas categorias de base e mais visibilidade.

No final do ano ,você foi convocada para a seleção paulista e disputou o campeonato brasileiro ,o que você aprendeu de mais importante com esta convocação?
Eu fui a mais nova de lá e as meninas eram mais experientes e com isso eu só aprendi coisas novas indo pra lá, foi muito bacana.

Você falou dos seus pais, os pais são pessoas extremamente importantes na vida de todos nós seres humanos, como eles te orientam para que você possa crescer todos os dias?
Oferencendo a mim todo apoio que eu preciso, me levando aos treinos e me dando dicas de como a vida funciona.
Você disse: “Vôlei pra mim é tudo é onde eu consigo me expressar, me aliviar dos problemas, e esquecer de tudo apenas me divertir em quadra com minhas colegas. você realmente se diverte muito jogando?
Sim, por que é o que eu gosto de fazer e fico feliz jogando e como capitã sinto que jogando assim passo uma certa segurança para minhas colegas.

Você joga vôlei nas aulas de educação física da escola? Ou nos intervalos para relaxar durante o tempo escolar?
Jogo na educação física mas pra relaxar mesmo.

Como divide seu tempo entre estudos,treino e lazer?
Já tenho uma rotina é muito cansativo e corrido mas vale a pena. No meu horário de lazer, eu descanso ou saio pra me divertir com meus amigos e os estudos em primeiro lugar.

Você agradeceu a Deus por tudo que já conquistou até aqui, como você pratica sua fé?
Cultuando a Deus orando e conversando com Ele.

Fale uma frase que te inspira todos os dias para jogar muito mais a cada dia?
” Tudo posso naquele que me fortalece “(Filipenses 4;13)

Um dos grandes benefícios que o esporte oferece às crianças e jovens é o amadurecimento.
Na entrevista da Maria Clara ,o amadurecimento dela com apenas treze anos e a forma com que ela responde às perguntas mostra o quanto ela está aproveitando as oportunidades que o esporte e a vida estão lhe oferecendo ,crescendo como atleta e como pessoa e com o espírito esportivo da coletividade e em colaborar com sua equipe na busca com suas amigas por grandes conquistas.
A Coluna Pois é parabeniza a atleta Maria Clara por suas conquistas já alcançadas e deseja muito sucesso em seus próximos eventos esportivos.

Foto: Wess Mattos

 

 

Deixe seu comentário

Comentar

Sobre Patrícia Deud

Leia também

Superliga de Vôlei

  Projeto SESI Ontem 26,no Ginásio do Riacho em Contagem ,o SADA/Cruzeiro recebeu o SESI …